• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Filiação de Givaldo ao PCdoB traz presidenciável ao Estado

  • COMPARTILHE
Política

Filiação de Givaldo ao PCdoB traz presidenciável ao Estado

O ato de filiação acontecerá nesta sexta-feira (15) em frente ao Teatro da Ufes, a partir das 18 horas, e contará com a presença de Manuela D'Ávila, primeira candidata à presidência do partido desde 1945

Deputada estadual no Rio Grande do Sul e pré-candidata a presidência da República pelo PCdoB, Manuela D'Ávila vem ao Espírito Santo nesta sexta-feira (15) participar do evento de filiação do deputado Givaldo Vieira ao partido.

O ato de filiação acontecerá em frente ao Teatro da Ufes, a partir das 18 horas, e contará também com a presença da presidente nacional da sigla, Luciana Santos, e da deputada federal Jandira Feghali (RJ), além de outras lideranças.

O resultado das eleições estaduais do partido, no fim do ano passado, e as recentes desavenças com João Coser, que se tornou presidente da sigla no Estado, foram determinantes para que o deputado decidisse migrar para o PCdoB.

“Fiz a opção de continuar a minha caminhada e o bom combate no PC do B, sigla a qual empunha também as bandeiras que sempre acreditei: a defesa das trabalhadoras e dos trabalhadores, da democracia, da igualdade social, da equidade de gênero com a defesa dos direitos das mulheres e da soberania nacional – garantias tão atacadas pelo governo Temer”, afirmou Givaldo, em nota publicada no Facebook.

Manuela D'Ávila

Pré-candidata do PCdoB à presidência da República, tem 36 anos, é formada em Jornalismo pela PUC-RS e mestranda em Políticas Públicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Em 2014, foi eleita deputada estadual, a maior votação para o cargo naquela eleição, e, atualmente, é procuradora especial da Mulher da Assembleia Legislativa gaúcha.

Antes, cumpriu dois mandatos como deputada federal. Na eleição de 2006, foi a campeã de votos para a Câmara dos Deputados no Rio Grande do Sul. E na de 2010 repetiu o primeiro lugar no estado e foi também a deputada mais votada do Brasil.

Em Brasília, foi líder do PCdoB na Câmara Federal, liderou a bancada gaúcha e presidiu a Comissão de Direitos Humanos e Minorias. Foi autora da Lei do Estágio e relatora dos projetos do Vale-Cultura e do Estatuto da Juventude e participou da elaboração do Marco Civil da Internet.