• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Suplente de vereadora afastada toma posse em Linhares

  • COMPARTILHE
Política

Suplente de vereadora afastada toma posse em Linhares

Pâmela Maia assumiu uma cadeira na Câmara na última segunda-feira (12) após Rosinha Guerreira ter sido afastada no dia 26 de fevereiro, depois de ser presa na Operação Salário Amigo, por suspeita de praticar rachid

A vereadora Pâmela Gonçalves Maia, suplente da vereadora Rosinha Guerreira, tomou posse na Câmara de Linhares na noite da última segunda-feira (12) e já participou de sua primeira sessão na Casa. Ela aproveitou as tribunas do plenário para agradecer a oportunidade de retribuir a confiança de seus eleitores em sua atuação no legislativo.

Pâmela assumiu uma cadeira na Câmara após Rosinha Guerreira ter sido afastada no dia 26 de fevereiro, depois de ser presa na Operação Salário Amigo, por suspeita de praticar rachid, crime que ocorre quando um político que exerce um determinado mandato exige para si parte do pagamento de servidores como condição para a obtenção ou manutenção do trabalho.

A pedido do Ministério Público do Espírito Santo (MPES), Rosinha também teve os bens bloqueados para eventual ressarcimento ao erário.

Salário Amigo

A Operação "Salário Amigo" foi deflagrada no dia 26 do último mês pelo Ministério Público do Espírito Santo (MPES) através do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco-Norte).

As demais investigações da operação seguem sob sigilo, porque ainda há medidas cautelares a serem cumpridas. O MPES vai verificar o envolvimento de outras pessoas a partir do que for coletado no caso e deverá pedir indenização por danos morais coletivos, ao denunciar os agentes públicos envolvidos, um ineditismo nesse tipo de caso.