• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Perfil na internet cita obras de Sérgio Cabral e pede sua volta

  • COMPARTILHE
Política

Perfil na internet cita obras de Sérgio Cabral e pede sua volta

O ex-governador está preso atualmente na Cadeia Pública Pedrolino Werling de Oliveira, conhecida como Bangu 8

Um perfil no Facebook chamado "Apoio a Sérgio Cabral", dedicado a defender o emedebista, postou um vídeo no último fim de semana exaltando obras e realizações do ex-governador do Rio - preso desde 17 de novembro de 2016. Nas imagens, um Cabral sorridente e até eufórico aparece ao lado do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do ex-prefeito Eduardo Paes, com legendas como "Arco Metropolitano!", "Cidade da Polícia!" e "Teleférico do Alemão!". O vídeo é encerrado com as hashtags #SaudadedoCabral, #VoltaCabral e #CabralLivre. O ex-governador já foi condenado em cinco dos 23 processos a que responde na Justiça por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa. O Ministério Público Federal avalia que a quadrilha causou prejuízos de mais de R$ 1 bilhão - parte já restituído - ao Estado do Rio.

O ex-governador está preso atualmente na Cadeia Pública Pedrolino Werling de Oliveira, conhecida como Bangu 8, no Complexo Penitenciário de Gericinó, na zona oeste. Somadas, as penas das sentenças que recebeu na primeira instância chegam a 100 anos e oito meses de prisão. O perfil foi criado em 1º de novembro de 2010 e é administrado por "Sérgio Cabral e sua equipe", segundo o próprio registro. Na apresentação, Cabral (ou alguém por ele) diz que "governei o Estado do Rio de Janeiro entre 2007 e 2014". Também afirma que "depois da minha família, este Estado é a minha grande paixão." Apresenta ainda seus músicos prediletos: Cartola, João Nogueira, Jorge Benjor, Martinho da Vila e Bono Vox.

Outra postagem, do último dia 18, elenca algumas das mesmas realizações do ex-governador citadas no vídeo como se fossem os crimes pelos quais o emedebista responde. E conclui afirmando que "quem comemora Cabral na cadeia deveria abrir mão de usufruir de todas as melhorias no Rio herdadas por seus 3 mandatos como deputado, 1 como senador e seus dois governos". No fim, é usada também a hashtag #CabralLivre.

Uma publicação deste domingo, 22, relata uma mensagem atribuída à mãe do ex-governador: "Desde janeiro não via meu filho. Hoje, finalmente, eu o abracei em Bangu 8. Mas por que lá, num isolamento? Por que ele não está com os demais detentos de ensino superior, que é seu direito? Por que ter que estar tão junto aos presos perigosos, colocados na cadeia por ele quando governador? Benfica foi reformado exatamente por questão de segurança!"

Críticas

Muitos dos comentários postados no perfil são críticos ao ex-governador. "Era só não roubar que não estava lá! Simples assim!", postou um internauta. "Se fosse a minha (mãe) me daria uma bela de uma bronca, e não posso afirmar se ela iria lá não, tá?", escreveu outro. "Bota ele (sic) junto com o Marcinho VP", registrou outro, citando um famoso traficante preso. "Acabou com o Rio de Janeiro, ainda está comendo e bebendo às nossas custas e o trabalhador está desempregado, o tiro comendo nos 4 cantos do Rio de Janeiro e os hospitais cheio (sic) de rato e baratas", publicou uma internauta. "Mesmo tendo feito muitas melhorias não justifica a sangria e a roubalheira praticadas durante a sua gestão", comentou outro internauta.