• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Vivemos um momento de refundação do País, diz Barroso

  • COMPARTILHE
Política

Vivemos um momento de refundação do País, diz Barroso

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, afirmou nesta segunda-feira, 23, que o Brasil vive "um momento de refundação do País". A declaração do magistrado foi dada durante a palestra "30 anos da Promulgação da Constitução Federal de 1988", em Fortaleza, na Câmara Municipal.

"Nós vivemos um momento especial no Brasil, um momento de refundação do País. Nós nos demos conta que temos ficado aquém do nosso destino e estamos conseguindo fazer os diagnósticos corretos, que são pressupostos das soluções corretas. A fotografia do momento é devastadora, mas o filme destes 30 anos da democracia no Brasil é um filme bom. Nós estamos empurrando a história para o caminho certo", afirmou.

Barroso reforçou a necessidade do envolvimento da sociedade nas questões políticas do Brasil, lembrou as conquistas políticas para mulheres, índios, negros e comunidade LGBT e encerrou a palestra reafirmando o papel da liberdade de expressão no exercício da democracia. Segundo ele, o Brasil não deve levantar o combate a corrupção como única bandeira de luta.

"Nós paramos de varrer a sujeira para debaixo do tapete e estamos aos poucos enfrentando fantasmas que assombraram muitas gerações. Houve uma impressionante reação da sociedade civil, que deixou de aceitar o inaceitável, e isso vai modificar as instituições de uma maneira geral", disse.

Barroso lembrou as conquistas garantidas pela sociedade ao longo das três últimas décadas e destacou três conquistas da Constituição de 88: estabilidade institucional, estabilidade monetária e inclusão social.

"O Brasil superou as metas de inclusão. O IDH dos últimos 30 anos foi o que mais cresceu na América Latina. Nós tivemos no Brasil um aumento de 11 anos na expectativa de vida, um aumento expressivo da escolarização e um aumento de 50% na renda das pessoas. Tirar milhões de pessoas da miséria é uma realização importante, e talvez, com exceção da China, nenhum país tenha conseguido uma realização tão expressiva", atentou o jurista.