• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Eleitores fazem fila em cartórios da GV para regularizar o título

  • COMPARTILHE
Política

Eleitores fazem fila em cartórios da GV para regularizar o título

O prazo para regularizar título de eleitor termina na próxima quarta-feira (09).

Fila no cartório eleitoral de Itacibá.

Termina nesta quarta-feira (9) o prazo para que os brasileiros regularizem o título de eleitor. Por conta disso, vários cartórios eleitorais da Grande Vitória registraram um aumento no número de atendimentos. Em Cariacica, foram registradas longas filas logo no início da manhã desta segunda-feira (7) nos cartórios eleitorais da região.

Nesta semana, até o fim do prazo, é possível ajustar os dados de cadastro, tirar a segunda via e até mesmo tirar a primeira via do título. Se o cidadão não regularizar o documento, não poderá votar nas eleições de outubro deste ano.

Por conta da grande procura nos cartórios eleitorais de Estado nessa reta final, eles estenderam o horário de atendimento e estão funcionando das 9 horas às 18 horas.

Para fazer os ajustes, o cidadão deve ir ao cartório eleitoral de posse do título de eleitor caso o possua, além de um comprovante de residência e um documento oficial de identificação pessoal que tenha, no mínimo, nome, filiação, data de nascimento e nacionalidade. No caso dos homens, também é necessário levar o comprovante de quitação militar.

Fila no cartório eleitoral de Campo Grande

Outras solicitações

Também termina na próxima quarta-feira o prazo para que o eleitor que tem 15 anos, mas vai completar 16 anos até a data da eleição e pretende votar, requerer o título. O mesmo dia também é o prazo final para que pessoas com deficiência que necessitam de atendimento especial informem sua situação à Justiça Eleitoral para que sejam remanejadas para uma seção adaptada.

A participação nas eleições é facultativa apenas para analfabetos, pessoas com idade entre 16 e 18 anos ou com mais de 70 anos. Para os demais brasileiros, o voto é obrigatório.