• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

"É preciso ofertar qualidade na educação e valorizar os profissionais", diz Jackeline Rocha

Eleições 2018

  • COMPARTILHE
Política

"É preciso ofertar qualidade na educação e valorizar os profissionais", diz Jackeline Rocha

A candidata ao Governo do ES Jackeline Rocha (PT) foi a quinta participante da série de entrevistas da Rede Vitória com candidatos ao Executivo Estadual

Jackeline respondeu questionamentos de jornalistas e da população sobre temas variados

Candidata ao Governo do Espírito Santo pelo Partido dos Trabalhadores (PT), Jackeline Rocha foi a quinta participante da série de entrevistas da Rede Vitória com candidatos ao Executivo Estadual. A entrevista ocorreu na noite desta segunda-feira (17). Jackeline respondeu questionamentos de jornalistas e da população sobre temas variados envolvendo as propostas de governo.

Jackeline defende que representa um projeto que mudou a vida de milhões de pessoas no Brasil e também no Espírito Santo. A candidata diz que acredita que pode promover mudanças para tornar a sociedade mais justa e igualitária. "Nosso projeto é o mesmo de Lula e Haddad, que vai mudar a vida dos nossos cidadãos em todo o Estado", afirma.

Questionada sobre um possível enfraquecimento do partido que representa nos últimos anos, Jackeline disse que o Estado possui marcas positivas de governos petistas. "O eleitor conhece o que foi o governo antes e depois de Lula. O país não tinha perspectiva. Aqui no Espírito Santo, tinha apenas dois institutos federais. Após, tivemos mais de 20. Tivemos também bolsas do Prouni, Minha Casa Minha Vida, entre outros... Representamos cidadãos que lutam por um sistema igualitário. A marca que se tem em Vitória, de saneamento a linhas de ônibus, é de gestão do PT", considera.

A petista disse também que enxerga saúde pública como prioridade no Estado. "Não podemos anunciar tais medidas sem antes falar com prefeitos, agentes públicos e até mesmo consultar a população que usa o serviço público de saúde. Temos que utilizar tudo o que temos de aparato para descentralizar a saúde e estabelecer a ótica de que o Governo pode ser parceiro de entidades públicas, privadas e da população. Saúde para a gente é prioridade sim", diz.

Outro ponto que a candidata considera como prioritário caso seja eleita é a segurança pública. "É uma área que devemos dar prioridade, mas ela perpassa por diversas outras situações. Tivemos a greve da Polícia Militar, que ainda vivemos um período de recuperação. Vimos que o que faltou foi diálogo. Nosso plano é pautado em três eixos: direitos, participação e transparência, e desenvolvimento com geração de trabalho e renda. Isso perpassa pela segurança. Temos mecanismos que são o controle do Estado: as polícias. Elas precisam ser integralizadas com outras ações", comenta.

Sobre o tema educação, Jackeline falou sobre valorização dos profissionais da área. "No interior, vamos reabrir as escolas do campo. É preciso investir nas potencialidades regionais, ofertar qualidade na educação e valorizar os profissionais. O Estado tem condições e precisa dialogar com educadores sobre melhorias de seus salários. Isso já altera a correlação de forças e equilíbrio de educação de qualidade. Precisamos ter um Centro Tecnológico, através da criação de uma universidade estadual. Se fizermos uma revisão fiscal, podemos sim ter uma universidade estadual", argumenta.

Veja abaixo a entrevista na íntegra: