• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Iúna ganha unidade da Escola Viva e Sedu anuncia 2 mil vagas para 2018

  • COMPARTILHE
Política

Iúna ganha unidade da Escola Viva e Sedu anuncia 2 mil vagas para 2018

A inauguração aconteceu na manhã desta sexta-feira (11), com a presença do Ministro da Educação e do secretário estadual de educação

O Sul do Estado recebeu mais uma unidade do programa Escola Viva na manhã desta sexta-feira (11). O Centro Estadual de Ensino Fundamental e Médio em Tempo Integral Henrique Coutinho, em Iúna, foi inaugurada pelo Governo do Estado, com a presença do Ministro da Educação, Mendonça Filho e do secretario estadual de Educação, Haroldo Rocha. Foi nessa escola que o governador Paulo Hartung estudou e deu início a sua histórica com a educação. 

Na oportunidade, também foram anunciadas mais 2 mil vagas em três novas Escolas Vivas para 2018: na Escola Estadual Liceu Muniz Freire, em Cachoeiro de Itapemirim, Escola Estadual Antonio Acha, em Mimoso do Sul, e Escola Estadual Aristeu Aguiar, em Alegre. 

Guiado por 10 jovens protagonistas, Hartung conheceu toda a estrutura da unidade e ouviu dos estudantes um pouco sobre como estão construindo seus projetos de vida, as experiências vivenciadas e o que mudou a partir da escolha de estudar nesse novo modelo de escola.

E para confirmar como é o dia a dia de um jovem protagonista, o estudante Erickson
Gonçalves dos Santos, da 3ª série do Ensino Médio, contou como funciona a dinâmica e a metodologia da escola. “Antes, eu estudava à noite e trabalha de manhã. Quando fiquei sabendo da escola de tempo integral fiquei indeciso, mas resolvi tentar. Tinha uma expectativa grande para dar segmento ao meu projeto de vida e minhas expectativas foram superadas. Aqui, temos ensino de qualidade e é tudo muito dinâmico. A gente não fica o dia inteiro só estudando, socializamos com outros estudantes e temos um contato muito maior com os professores. Com certeza, a Escola Viva é um grande marco para a educação de Iúna”.

Para a ocasião, foi realizada uma apresentação especial com estudantes do Grupo
Musical “Sol de Giz”, com as músicas “Primeiros Erros”, da banda Capital Inicial, e “Meus
Tipos de Criança”, de Ataufo Alves. Neste momento, uma homenagem surpresa ao
governador: a participação da professora Vera Januária Hibner, que lhe deu aula quando estudante da Escola Henrique Coutinho. Um encontro que comoveu a todos os presentes.

Emocionado, o governador Paulo Hartung destacou que o dia é histórico. Hartung
ressaltou que o ministro da Educação escolheu o município de Iúna para comemorar o Dia dos Estudantes. ";Um belo, importante e simbólico gesto", disse Hartung. O governador também destacou a importância da participação familiar no processo educacional. "A escola é para ensinar conteúdos e matérias. Nem escola e nem os professores são para substituir pai e mãe. Quando a família não funciona a escola fica sobrecarregada e, por isso, é importante uma integração", destacou.

O governador reforçou a educação como ferramenta transformadora capaz de dar mais
competitividade ao país e melhores condições de igualdade e oportunidade para os
capixabas.

"A cada Escola Viva que inauguro ou visito não contenho a emoção. É um programa que contemporâneo e atrativo para nossos jovens. Já temos 10 mil vagas no Escola Viva e, em breve, teremos mais", garantiu Paulo Hartung.

A Escola Viva Henrique Coutinho é composta por 14 salas de aula, salas de coordenação, salas de professores, diretoria, sala de coordenação administrativa, secretaria, sala de equipamentos, sala do pedagogo, refeitório, cozinha, sanitários masculino/feminino, sala de projeto de vida, sala de recursos multifuncionais para atendimento educacional especializado (aee), auditório, laboratório de informática, biblioteca, laboratório de matemática/física, laboratório de química/biologia com sala de preparo anexa, sala de artes, pátio coberto; quadra poliesportiva coberta, vestiário e pátio externo com área verde.

Mais do que uma escola em tempo integral, a Escola Viva é um novo modelo de Ensino
Médio em turno único, que traz inovações pedagógicas e de gestão, orientando o jovem a ser protagonista e a construir seu projeto de vida.

Segundo o Ministro da Educação, Mendonça Filho, o que estiver ao alcance do governo
federal para melhorar a educação no Espírito Santo será feito. “É a segunda vez que visito uma Escola Viva, em menos de 60 dias. Estou tocado e emocionado. O projeto aqui está sendo implantado com muita competência. Uma estrutura que não deixa a desejar a nenhuma escola particular. Reforçou o apoio dos recursos para apoio ao projeto”, ressaltou.

Novas Unidades
O Sul do Estado será contemplado com mais de 2 mil vagas em três novas unidades do
programa Escola Viva: a Escola Estadual Liceu Muniz Freire, em Cachoeiro de Itapemirim, e a Escola Estadual Antonio Acha, em Mimoso do Sul, e a Escola Estadual Aristeu Aguiar, em Alegre. O anúncio foi feito durante o evento de inauguração.

"É uma alegria imensa estar aqui e ver tanto jovem com sede de conhecimento. Estes
estudantes escolheram estudar em uma Escola Viva e serem protagonistas de suas vidas. Vocês são exemplos para tantos outros. No ano que vem teremos ainda mais unidades e novos alunos. Estamos saindo de 17 escolas em funcionamento, agregando mais 13 unidades em tempo integral, para 2018", falou o secretário Haroldo Rocha.

Uma das escolas mais tradicionais de Cachoeiro de Itapemirim será Escola Viva. A Liceu
Muniz Freire fica no bairro Independência e será a segunda unidade do programa no
município, ofertando 720 vagas para estudantes do Ensino Médio.

Em Mimoso do Sul, a Antonio Acha, vai ofertar a partir do ano que vem 600 vagas em
tempo integral também para estudantes do Ensino Médio. O programa Escola Viva chega em Alegre, por meio da Escola Aristeu Aguiar, onde serão ofertadas 800 vagas de tempo integral.

Na Grande Vitória, mais outras duas unidades também já foram definidas para 2018: a
Escola Estadual Galdino Antônio Vieira, em Vila Velha, e a Escola Estadual Novo
Horizonte, Serra.

A Escola Estadual Galdino Antônio Vieira, fica no bairro Santa Rita, e será a quarta
unidade do programa Escola Viva em Vila Velha, sendo a primeira no município a ofertar apenas vagas para o Ensino Fundamental. A escola ofertará 500 vagas para estudantes do 6º ao 9º ano.

Já a Escola Estadual Novo Horizonte, localizada no bairro de mesmo nome, no município da Serra, está com as obras sendo finalizadas e vai ofertar 500 vagas para estudantes do Ensino Médio. Sendo também a primeira do município a ofertar vagas somente para o Ensino Médio.

Escola Viva
Ofertando mais 10 mil vagas para estudantes de várias regiões do Espírito Santo, o
Programa Escola Viva está proporcionando um leque de oportunidades para os jovens
capixabas. Já são 17 unidades implantadas nos municípios: Afonso Cláudio, Cachoeiro de Itapemirim, Cariacica, Colatina, Ecoporanga, Guaçuí, Iúna, Linhares, Montanha, Muniz Freire, Pedro Canário, São Mateus, Serra, Vila Velha e Vitória.

A Escola Viva nasceu para ser uma escola de educação integral, com experiências
educacionais amplas e profundas. Formar jovens capazes de realizar sonhos,
competentes no que fazem e solidários com o mundo em que vivem. É com esses
objetivos que o programa Escola Viva foi implantado e está sendo ampliado na rede
pública estadual.

O programa Escola Viva possui um conjunto de inovações: acolhimento aos estudantes,
às equipes escolares e às famílias; avaliação diagnóstica/nivelamento; disciplinas eletivas; salas temáticas; ênfase práticas em laboratórios; tecnologia de gestão educacional; tutoria; aulas de projeto de vida; aulas de práticas e vivências em protagonismo; aula de estudo orientado; e aprofundamento de estudo (preparação acadêmica/mundo do trabalho).

Com um currículo diversificado, organização curricular flexível, a Escola Viva conta com as disciplinas obrigatórias (Português, Matemática, Química, Física e etc.) e também eletivas, em que os estudantes escolhem de acordo com seu interesse e aptidão.

Além da estrutura diferenciada e do currículo inovador, na Escola Viva os profissionais
possuem dedicação integral e o tempo que o aluno permanece na escola é de 9 horas e
30 minutos. A carga horária é das 7h30 às 17 horas, sendo 1h20 minutos para o almoço e dois intervalos de 20 minutos para o lanche, ofertados dentro da escola.

O Programa de Escolas Estaduais de Ensino Médio em Turno Único, denominado “Escola Viva”, foi instituído pela Lei Complementar Nº 799, que prevê a implantação de 30 escolas