• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Em visita ao ES, Maia nega ser candidato a presidência em 2018

  • COMPARTILHE
Política

Em visita ao ES, Maia nega ser candidato a presidência em 2018

Ele visitou as obras de barragem no interior do Estado e participou de inauguração de estrada

Acompanhado pelo governador do Espírito Santo Paulo Hartung, o presidente em exercício, Rodrigo Maia, visita o Estado nesta sexta-feira (1). A comitiva chegou à cidade de Jaguaré, Região Norte, por volta das 10h45. Lá, ele visitou o canteiro de obras da barragem de Água Limpa. Mesmo com agenda em terras capixabas no período de pré-campanha eleitoral, Maia negou uma possível candidatura à presidência da república em 2018.

Perguntado sobre o motivo da visita, Maia disse que foi por conta do crescimento apresentado pelo Estado. "O governador, com a política de gestão, está dando demonstrações de que mesmo com toda crise, independente se os recursos são federais ou não, a equipe dele inaugura obras no Espírito Santo e vem cresce em cada área", destacou.

O presidente interino afirmou que tem aprovado leis que melhoram o ambiente do Espírito Santo. Além disso, apontou a necessidade de organizar os estados brasileiros, para que o país volte ao rumo. Segundo ele, o Espírito Santo já está nesse caminho de organização.

"Diariamente se defende o Estado do Espírito Santo em conjunto ao governador. Nós temos aprovados leis, que às vezes não diretamente cabem no meu orçamento, mas que melhoram o ambiente do Estado. Então, essa parceria permanente junto ao presidente da câmara e junto aos os deputados pode fazer com que o Brasil primeiro reorganize os estados. Hoje nós temos um déficit maior que R$160 bilhões. O que nós precisamos é que esse deficit, em dois e três anos, vire superávit, para que o governo tenha R$ 100 bilhões e com isso possa melhorar o orçamento e ajudar mais os estados", acrescentou.

Meta fiscal

Em entrevista durante a visita, Maia também falou sobre a meta fiscal. De acordo com ele, o governo precisa organizar o lançamento até 30 de setembro. "Tem tempo ainda para organizar. Em relação a 2018, o orçamento já foi encaminhado. Depois de aprovada, a nova meta de 2018 poderá se ajustar o lançamento que será aprovado".

Lava Jato

Sobre as investigações da Operação Lava Jato, o presidente interino disse que serviu para mostrar o que está ou não servindo para o país. "Se tem uma coisa que a Lava Jato provou durante esses últimos anos é que existe muita estatal que não está servindo ao Brasil, mas sim a interesses. O que eu defendo é que se faça uma análise de cada uma dessas estatais, que a gente avalie o que efetivamente deve ser para o Estado. Devemos acabar com esse discurso de que é necessário para a proteção nacional, pois o que a gente precisa é que elas tenham uma boa gestão, que funcionem bem e que sirvam bem à sociedade", afirmou.

Ele ainda comentou que, caso aconteça uma nova denúncia contra o presidente Michel Temer, o ambiente político pode ser afetado. "Fica muito ruim. De fato a agenda da Câmara fica afetada, mas como já houve a primeira [denúncia], nós teremos condições de continuar trabalhando. Temos a reforma da previdência a ser votada ainda no segundo semestre e precisamos que esses assuntos sejam superados", alegou.

Barragem em Jaguaré

Os trabalhos nas obras da barragem de Água Limpa, em Jaguaré, começaram há pouco mais de uma semana e fazem parte de um programa estadual, que prevê a construção de 60 reservatórios de água até 2018. O investimento da obra na cidade é de R$ 1,5 milhões. Os recursos são da Secretaria de Estado da Agricultura. A previsão é que os trabalhos na região durem até seis meses. Ao todo, a barragem terá seis metros de altura e uma área inundada de aproximadamente 20 mil metros quadrados.

Com as obras, o governo pretende garantir a segurança hídrica e a regularidade do abastecimento da população. "Nós estamos construindo 60 barragens no Estado. Na verdade serão 61, pois nós vamos construir no [Rio] Jucu também. Queremos licitar essa obra agora no início de 2018. Além disso, nós mudamos a legislação do IDAF para que nós pudéssemos facilitar a vida do produtor na construção da sua própria barragem privada", explicou Hartung.

Inauguração de rodovia

Ainda no município de Jaguaré, Rodrigo Maia participou da solenidade de inauguração da recuperação da ES 430, que liga o município a BR 101. A obra na estrada soma à outras 21 intervenções em 18 municípios capixabas. Todos eles no interior. Ao todo serão 170 quilômetros em obras executadas pelo Departamento de Estadas de Rodagem (DER).

A agenda no Estado ainda incluiu um sobrevoo na cidade de Aracruz e um almoço na residência oficial do governador, em Vila Velha. A rápida visita ao Estado teria sido definida em uma viagem de Hartung a Brasília na última terça-feira (29).