• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Seminário na Serra vai discutir ações para reduzir desperdício de alimentos

  • COMPARTILHE
Política

Seminário na Serra vai discutir ações para reduzir desperdício de alimentos

Somente no Brasil, segundo dados da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), mais de 26,3 milhões de toneladas de alimentos são desperdiçadas por ano

A Comissão de Desenvolvimento Urbano (CDU) da Câmara dos Deputados realiza nesta sexta-feira (29) um seminário para debater a Política Nacional de Resíduos Sólidos, buscando soluções para o excesso altíssimo de desperdício de alimentos no Brasil.

O evento, que será realizado no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) de Laranjeiras, na Serra, das 13h30 às 17 horas, foi proposto pelo deputado federal Givaldo Vieira (PT), presidente da Comissão.

Somente no Brasil, segundo dados da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), mais de 26,3 milhões de toneladas de alimentos são desperdiçadas por ano e cerca de 19 milhões de pessoas poderiam ser alimentadas, todos os dias, com esses alimentos jogados fora.

A reunião contará com a participação de entidades nacionais e estaduais ligadas ao tema, dentre elas a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO); o SESC Mesa Brasil; a Pastoral da Criança; além de representantes da Prefeitura da Serra e de outras cidades capixabas; e do Conselho Estadual e Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea).

Segundo Givaldo, o seminário é importante “para a redução do impacto ambiental, sobretudo no uso da água para a produção agrícola, no combate à insegurança alimentar e à fome, tendo em vista que medidas do governo Temer têm levado o país de volta ao Mapa da Fome da Organização das Nações Unidades (ONU), e sobre a destinação correta dos resíduos sólidos”, revela Givaldo.

Projeto

O PL 307/2015 estimula a criação de bancos de alimentos para receber, selecionar e distribuir gratuitamente produtos aptos ao consumo humano, seguindo as normas sanitárias, avança na Câmara dos Deputados. A proposta, explica Givaldo, está pronta para ir à apreciação do plenário da Câmara dos Deputados, tendo sido aprovada nas comissões de mérito e na de Constituição, Justiça e de Cidadania (CCJC), em julho deste ano.

A Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), instituída na Lei nº 12.305/2010, tem como um de seus princípios a visão sistêmica da gestão de resíduos sólidos, contemplando as variáveis ambiental, social, cultural, econômica, tecnológica e de saúde pública. Entre seus objetivos está a não geração, redução, reutilização, reciclagem e tratamento dos resíduos sólidos, bem como disposição final ambientalmente adequada dos rejeitos, além do estímulo à adoção de padrões sustentáveis de produção e consumo de bens e serviços.