• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Colnago é liberado por Conselho de Ética a concorrer a presidência estadual do PSDB

  • COMPARTILHE
Política

Colnago é liberado por Conselho de Ética a concorrer a presidência estadual do PSDB

A reunião, que ocorreu no Palácio da Fonte Grande e durou mais de 3 horas, terminou com o placar de 3 a 2 a favor da liberação

Vice-governador do Estado e um dos postulantes ao cargo de presidente estadual do PSDB, Cesar Colnago foi liberado para concorrer a eleição do partido que acontece no próximo dia 11.

A liberação vem após a decisão tomada na manhã desta sexta-feira (20) pelo Conselho Estadual de Ética Pública, que definiu não haver conflito no acúmulo das funções de agente político (Governador e Vice-Governador e Prefeito e Vice-Prefeito) e de dirigiente partidário.

A reunião, que ocorreu no Palácio da Fonte Grande e durou mais de 3 horas, terminou com o placar de 3 a 2 a favor da liberação. Por conta da falta justificada de um conselheiro, o presidente Jovacy Peter precisou votar, desempatando a disputa a favor da compatibilidade.

Feliz e vitorioso com a decisão, Colgano ressaltou que independente do resultado, aceitaria o que fosse definido pelo Conselho.

"Recebo a decisão do Conselho de Ética com muito entusiasmo e confiança. Nos meus 24 anos de vida pública sempre me pautei pelo absoluto respeito à ética e às Instituições. Jamais deixaria de acatar uma decisão deste Conselho, conforme me manifestei desde o início das discussões. Tenho a convicção de que o resultado final reflete a total coerência com o Código de Ética do Servidor", frisou o vice-governador.

O atual presidente estadual do partido, Jarbas Assis, também se manifestou sobre a decisão: ""Quem deve comentar e explicar à opinião pública o apertado resultado na decisão do Conselho de Ética do Governo do Estado é o seu próprio presidente, pois demonstrado está que não há consenso sobre a incompatibilidade ou não do acúmulo de cargo público com direção partidária. De parte do PSDB continuamos abertos ao diálogo franco e democrático entre os que desejam colocar seus nomes à disposição dos convencionais sempre tendo como ponto de partida a unidade do partido".