• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Lula inicia caravana de 8 dias por MG na próxima segunda-feira

  • COMPARTILHE
Política

Lula inicia caravana de 8 dias por MG na próxima segunda-feira

A largada da caravana será em Ipatinga, onde o presidente participará de um ato "em defesa da soberania nacional"

Após passar três semanas visitando o Nordeste, em agosto, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva inicia na próxima segunda-feira, 23, uma caravana de oito dias pelo Estado de Minas Gerais. De ônibus, o petista deve percorrer um trajeto de cerca de 1.300 quilômetros por ao menos 14 cidades e sete regiões do Estado.

A largada será dada em Ipatinga, onde o presidente participará de um ato "Em defesa da soberania nacional" às 18h. Depois, a comitiva deve passar por cidades do Vale do Rio Doce, Vale do Mucuri, Vale do Jequitinhonha, Norte de Minas e terminar em Belo Horizonte, no dia 30 de outubro.

À espera do julgamento em segunda instância do processo em que o juiz Sergio Moro o condenou a nove anos e meio por corrupção e lavagem de dinheiro na Lava Jato, que pode inviabilizar sua candidatura, o ex-presidente dá continuação às caravanas - modelo que traz desde os anos 1990 - para divulgar seu projeto de chegar ao Planalto. Em entrevista concedida nesta quarta-feira à rádio Super Notícia, de Belo Horizonte, Lula disse que pretende rodar ainda os Estados do Sul, do Centro-Oeste e do Norte.

"O objetivo é tentar ver o que aconteceu no Brasil nesses últimos anos. Quero ver as pessoas, me parece que estamos perdendo muito dos direitos que conquistamos nos últimos anos no Brasil", declarou o petista. Integrantes do partido também cogitam um giro pelo interior paulista.

Na entrevista, Lula teceu elogios a José Alencar, empresário mineiro e seu vice entre 2003 e 2010, e também ao governo do petista Fernando Pimentel, que teria diminuído o endividamento de Minas Gerais desde a sua chegada, em 2015.

PSDB

Questionado sobre os possíveis adversários no ano que vem, de esquerda ou de direita, o ex-presidente disse que prefere não escolher, mas aproveitou para dar uma alfinetada no PSDB. "Eu não me preocupo com isso, porque o PSDB está desestabilizado. Você vê, eles me dão tiro de canhão todo dia e estou vivo, deram um tiro de garrucha no Aécio e ele caiu", disse.