• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Paulo Hartung ressalta austeridade fiscal e celebra aprovação do orçamento para 2018

  • COMPARTILHE
Política

Paulo Hartung ressalta austeridade fiscal e celebra aprovação do orçamento para 2018

Para o governador, a aprovação do orçamento estadual para 2018, pela Assembleia Legislativa, reflete equilíbrio e prioridade na aplicação de recursos para investimentos pelo quarto ano consecutivo.

Faltando pouco mais de 30 dias para encerrar o ano, o governador Paulo Hartung afirmou, na manhã desta quarta-feira (29), que apesar da crise socioeconômica que castiga o país, o Espírito Santo tem em caixa, recursos suficientes para pagar as despesas deste ano. O governador atribuiu o feito a política de austeridade fiscal implantada pelo Estado. O anúncio do governador foi realizado durante encontro promovido pelo Sindicato do Comércio Atacadistas e Distribuidor do Espírito Santo (Sincades) para discutir “Cenários Político e Econômico para 2018”. O evento foi realizado no Vitória Grand Hall, em Vitória.

Durante o encontro que contou com as presenças do economista e ex-Ministro da Fazenda, Pedro Malan, e do cientista político e comentarista político, Gerson Camarotti, o governador afirmou que a peça orçamentária do Estado, aprovada na manhã desta quarta-feira (29) pela Assembleia Legislativa para 2018, reflete equilíbrio e prioridade na aplicação de recursos para investimentos pelo quarto ano consecutivo.

“No Espírito Santo fizemos um bom caminho. Atravessamos o pior desta crise de maneira organizada. Em plena crise, de baixo da maior chuva ácida que já administrei na minha vida pública, conseguimos implantar políticas públicas transformadoras. Temos uma boa equipe do Governo para cuidar das contas do Estado, e também para cuidar das pessoas”, ponderou Paulo Hartung.

Hartung reafirmou que lentamente e de forma progressiva, o Espírito Santo está recuperando o crescimento socioeconômico. Ele ressaltou que mesmo durante a crise, a gestão pública Estadual conseguiu avançar na implementação de políticas públicas transformadoras. “O futuro do Espírito Santo está contratado, mas temos que tirar uma pedra do caminho que é o país com esta agenda atrasada flertando com os extremos. Neste sentido, estamos trabalhando para construir um centro político para país recuperar empregos, renda e condições de igualdade”, ponderou.

O governador ressaltou a importância da recuperação do Estado. “Mesmo sem a atividade da Samarco, que é importante na nossa economia, de acordo com os dados do Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), tecnicamente o Espírito Santo já saiu da recessão. Ainda lentamente, mas estamos em processo de recuperação. É importante que essa recuperação tenha sustentabilidade. Não pode ser de curto tempo e, para isto, temos que ter a capacidade de dialogar com a população para explicar a necessidade de tocar a agenda de reformas estruturais do país”, completou Hartung.

Sobre a gestão pública estadual, Hartung detalhou que, mesmo com a crise socioeconômica, o Governo do Estado fez uma revolução em políticas públicas com a implantação da Escola Viva, que oferta o ensino em tempo integral com uma metodologia contemporânea e atrativa aos jovens; o Ocupação Social, que prevê atenção do poder público para jovens que não estudam e não trabalham e residem em bairros com altos índices de criminalidade. O governador também falou da reorganização no atendimento da Rede do Sistema Único de Saúde (SUS) no Estado e a reestruturação das instituições da segurança pública.