Leite materno: doação ajuda na recuperação de bebês internados em UTIs no ES. Saiba com ajudar

Saúde

Leite materno: doação ajuda na recuperação de bebês internados em UTIs no ES. Saiba com ajudar

Bancos de leite no Espírito Santo estão com os estoques baixos. Maio é dedicado para campanhas de conscientização sobre a importância de doar

Foto: Reprodução

O leite materno deve ser o alimento exclusivo nos primeiros seis meses de vida do bebê. Além de ser completo, oferece os nutrientes necessários para que ele se desenvolva saudável. O Ministério da Saúde preconiza que, somente a partir dessa idade, e até os dois anos ou mais, é que a amamentação seja mantida junto com o consumo de alimentos.

E é exatamente devido a importância do leite humano para o desenvolvimento dos bebês que se faz igualmente importante as campanhas para doação. 

Segundo a coordenadora da Área Técnica da Saúde da Criança, a médica pediatra Edna Vaccari, promover ações exclusivas sobre a doação de leite humano favorece uma visibilidade maior aos Bancos de Leite Humano além de oportunizar a captação de potenciais doadoras de leite.

“Os estoques de leite humano estão baixos nos Bancos de Leite e são muitos os bebês internados em unidades neonatais, impossibilitados de serem amamentados por suas próprias mães. A doação do leite materno é importante para os bebês internados e ajuda suprir a necessidade nutricional com melhor recuperação e a possibilidade de uma vida mais saudável”, informou a Vaccari.

Coordenadora do Banco de Leite do Hospital Universitário Cassiano Antônio de Morais (Hucam), Mônica Barros de Pontes, destaca que é fundamental agradecer todas as mães que são solidárias à causa, principalmente neste mês de doação de leite materno.

“Agradecer e acolher às mães que se solidarizam é essencial para estabelecer o processo de amamentação e incentivar e apoiar o aleitamento materno exclusivo e oportuno por dois anos ou mais. É importante lembrar que, a identificação precoce de potenciais doadoras também ajuda a prevenir o desmame precoce, principalmente pelas complicações nas mamas, em função do excesso de leite”, destacou.

Mais de 4 mil litros de leite humano foram coletados em 2021

Segundo a secretaria de Estado da Saúde, o Espírito Santo conta com cinco Bancos de Leite Humano, dois postos de Coleta, além de salas de apoio para a amamentação e doação de leite humano. 

Somente no ano passado, foram coletados 4.096 litros de leite humano, de 2.689 doadoras que puderam atender cerca de dois mil recém-nascidos internados em Unidades de Terapia Intensiva Neonatal do Estado.

Para ampliar esse números ainda mais, a Sesa, por meio da Rede Capixaba de Banco de Leite Humano (RBLH), iniciou agora em maio as programações para o mês de doação de leite humano. 

Saiba como e onde doar leite materno

Para doar, a lactante não precisa sair de casa, basta telefonar para o BLH mais próximo de sua residência e agendar a visita no domicílio. 

Uma equipe se deslocar até a residência para fazer o cadastro, deixar os frascos esterilizados, a etiqueta e orientações de como massagear as mamas para retirar, armazenar e congelar o leite humano.

- Banco de Leite Humano do Hospital Universitário Cassiano Antônio de Morais (Hucam) – Referencia Estadual;
Tel: (27) 3335-7515 / (27) 3335-7424
- Banco de Leite Humano (BLH) do Estado no Hospital Estadual Infantil e Maternidade Alzir Bernardino Alves (Himaba);
Tel: (27) 3636-3151.
- Banco de Leite Humano Santa Casa de Misericórdia de Vitória (SBCJ);
Tel: (27)3212-7246
- Banco de Leite Humano no Hospítal da Polícia Militar (HPM);
Tel: (27) 3636-6568
- Banco de leite do Hospital Maternidade São José em Colatina (HMSJ);
Tel: : (27)2102-2144