• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Você sabia que a dor de cabeça pode estar relacionada a saúde bucal?

Saúde

Você sabia que a dor de cabeça pode estar relacionada a saúde bucal?

Cirurgiã dentista esclarece como problemas bucais podem influenciar nesse tipo de incômodo


Foto: pexels

A cefaleia, popularmente conhecida como dor de cabeça, é um desconforto que atinge milhões de pessoas em todo o Brasil. Apesar de comum, existem várias causas para o problema, entre elas estão doenças bucais como bruxismo, infecções e problemas com a articulação responsável pelo movimento de abrir e fechar a boca, ou seja, quando há uma disfunção da articulação temporomandibular (DTM).

Segundo a Dra. Brunna Bastos, cirurgiã-dentista da GUM, dores de cabeça persistentes, principalmente, as que afetam também a região da face podem ser sinal de algumas doenças bucais. Por isso, a especialista responde abaixo as principais dúvidas sobre o assunto:

Quais doenças bucais podem acarretar na dor de cabeça?

Bruxismo, ato de ranger os dentes e Disfunção Temporomandibular (DTM), como explicado acima, podem ser causas para uma dor de cabeça constante . Isso acontece porque a ocorrência de algum problema bucal pode afetar as terminações nervosas que permeiam toda a face, provocando dor na boca e até mesmo na cabeça.

"Para identificar se a dor de cabeça pode estar relacionada a esses problemas bucais, é importante observar alguns incômodos, como, por exemplo, acordar com dor na mandíbula ou na área das orelhas, dificuldade durante a mastigação, dor ou zumbidos no ouvido, entre outros sintomas. Sendo assim, vale relatar estes pontos ao dentista durante a consulta, para que ele possa fechar o diagnóstico", explica. Uma vez realizado o correto diagnóstico, ambas as doenças têm tratamento que minimizam muito a dor.

Problemas comuns como cárie e doenças gengivais podem causar dor de cabeça?

Importante lembrar que apesar da cárie e problemas gengivais serem doenças comuns, podem ser prevenidas com escovação e limpeza interdental diária, sendo esta última muito negligenciada e que pode ser realizada com o fio dental comum, ou de forma mais prática, com os flossers (fio dental com haste) e palitos interdentais siliconados, como os Soft-Picks, evitando-se assim o desenvolvimento e progressão destas doenças.

Uma vez que a cárie e a doença periodontal (problemas na gengiva) já estão estabelecidas e o tratamento não é realizado, o agravamento envolve os tecidos pulpares, atingindo as terminações nervosas do dente e ocasionando dores intensas localizadas ou abrangendo até mesmo dores de cabeça.

Como aliviar a dor?

Primeiro, é preciso avaliar os sintomas, que ajudam a entender se esta dor pode estar relacionada a um problema bucal ou não, ficando mais fácil determinar qual tipo de profissional deverá ser consultado, como por exemplo, um clínico geral, neurologista ou, no caso de sintomas próximos aos citados acima, um dentista. O profissional adequado conseguirá realizar o correto diagnóstico e atuar na origem da dor e tratamento do problema.