• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Conheça os sintomas do câncer de próstata e saiba como preveni-lo

Saúde

Conheça os sintomas do câncer de próstata e saiba como preveni-lo

Embora a fase inicial do câncer de próstata seja na maioria dos casos assintomática, alguns sinais podem ajudar os homens a perceberem que é hora de procurar um médico

Foto: Reprodução/Pexels

O tema está em evidência durante o Novembro Azul, mês dedicado à prevenção do câncer de próstata. Mas especialistas são unânimes em afirmar que os cuidados devem ser redobrados durante todo o ano.

O coordenador do Serviço de Urologia, Marcos Kaddoum, explica que homens acima de 50 anos devem fazer o exame regularmente, a exceção são aqueles que tenham parente de primeiro grau com diagnóstico de câncer de próstata e homens negros.

"Estes devem começar o rastreio aos 45 anos. É importante começar a investigação na faixa recomendada, já que pacientes na fase inicial a chance de cura chega até 95%”, explicou.

O especialista esclarece que quando começa a aparecer os possíveis sintomas é que a doença pode estar em uma fase já avançada.

“O homem acha que não está sentindo nada e não vai ao médico. Mas é quando não está sentindo nada mesmo que é hora de procurar um urologista”, reforçou.

Os principais sintomas são dificuldades para urinar, redução do jato de urina, sangramento e sensação de pouco esvaziamento da bexiga.

“É importante ressaltar que esses sintomas são comuns também nos homens na medida em que vão envelhecendo e relacionados ao crescimento natural da próstata. Por isso não se deve esperar aparecer os sinais, o que pode ser pior, sendo ou não o câncer”.

Prevenção

Não existem medidas específicas que levam a prevenção da doença, mas os médicos recomendam que levar uma vida saudável e evitar o sedentarismo contribuem para reduzir os riscos.

“A obesidade e o tabagismo, por exemplo, podem aumentar a incidência do câncer. O aumento não é muito significativo, mas ter uma alimentação balanceada, com menor consumo de carne vermelha, também pode ajudar na prevenção”, destacou.