• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Exageros de final de ano prejudicam saúde digestiva, alertam especialistas

Saúde

Exageros de final de ano prejudicam saúde digestiva, alertam especialistas

Alimentar-se mal e ingerir bebida alcoólica em excesso estão relacionados a doenças como obesidade, refluxo, inflamações no intestino e hepatite

Foto: Reprodução

As festas de final de ano costumam ser períodos de alimentação farta e bebidas para brindar o Natal e o Ano Novo. Mas as confraternizações também podem ter excessos que prejudicam a saúde digestiva, avisam especialistas.

“A melhor política é o equilíbrio. Nada de excessos”, orienta o Dr. Fauze Maluf Filho, presidente da Comissão Científica da Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva (SOBED). É o que defende o médico endoscopista sobre a famosa lei da compensação.

Segundo Maluf Filho, é importante reduzir a ingestão de frituras, alimentos muito condimentados, embutidos, refrigerantes e álcool: “Não apenas durante as festas, mas também no dia a dia”. Ainda, é fundamental beber de 1,5 a 2 litros de água ao dia e respeitar o intervalo de duas a três horas entre refeições, complementa o especialista.

Sobrepeso e Doenças intestinais

O Dr. Ismael Maguilnik, da Federação Brasileira de Gastroenterologia (FBG), explica que os excessos alimentares, tanto nas festas de final de ano quanto no dia a dia, dificultam a manutenção do peso, o que está relacionado a doenças do tubo digestivo. O excesso de bebida alcoólica também traz malefícios.

“O álcool agride o tubo digestivo, bem como o fígado e o pâncreas”, detalha o Dr. Ismael, que aconselha a procurar um especialista para avaliação, em caso de persistência de sintomas como diarreia, refluxo e dores abdominais.

Sobre a SOBED

Com 24 unidades estaduais, a Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva (SOBED) é uma entidade nacional que representa atualmente mais de 2 mil associados. Criada em consonância com o início dos procedimentos endoscópicos no País na década de 1970, possui história baseada em conquistas e avanços na endoscopia digestiva brasileira. Periodicamente, a Sociedade promove mutirões pelo Brasil de prevenção ao colorretal com a realização de colonoscopias em pacientes pré-selecionados de forma totalmente gratuita. A ação já realizou mais de 1,5 mil exames.

Sobre a FBG

A Federação Brasileira de Gastroenterologia (FBG) é uma sociedade sem fins lucrativos, que promove e representa a especialidade no Brasil. Congrega 4,3 mil associados e participa, juntamente com 64 especialidades reconhecidas, do Conselho Científico da Associação Médica Brasileira (AMB). Fundada em 1949, para apoiar e desenvolver o conhecimento científico da especialidade no Brasil, a FBG representa 22 Federadas em todo o território nacional.