• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Black Friday: Procon-ES divulga monitoramento de preços de produtos em promoção

  • COMPARTILHE
Economia

Black Friday: Procon-ES divulga monitoramento de preços de produtos em promoção

O Procon-ES monitorou os valores dos produtos mais visados em cinco lojas virtuais mais procuradas

A promoção acontece nesta sexta-feira (24) em todo o Brasil | Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Chegou o dia mais esperado para quem aguardava a oportunidade de comprar os produtos mais desejados com um preço mais em conta. Nesta sexta-feira (24), acontece a já popularizada Black Friday, quando as lojas físicas e, principalmente, as virtuais prometem grandes descontos e condições de pagamento facilitadas para chamar a atenção dos clientes.

Dentre os problemas encontrados nas edições anteriores, a maquiagem de preços e a oferta enganosa é uma queixa constante recebida pelo Instituto Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) durante a campanha. Por isso, o Procon-ES monitorou os preços comercializados de alguns produtos com o intuito de constatar a prática e alertar o consumidor sobre a ilegalidade.

O acompanhamento foi realizado nas principais lojas participantes da Black Friday Brasil. O objetivo é de evitar fraudes e proteger o consumidor neste período de grandes promoções. Entre os dias 06 a 24 de novembro, foram registrados os preços de produtos como a lavadora Brastemp 11kg, notebook Dell Inspirion, microondas Consul 30 litros, smartphone Moto G 5 Plus, smartphone Samsung Galaxy J7, Iphone 7 Ouro Rosa e TV Led 32” Philco em cinco lojas de e-commerce vistas como a preferência dos consumidores.

Leia também:
Black Friday: consumidor tem sete dias para desistir de compra feita na internet, diz Procon de Vitória

Durante o monitoramento, foram constatadas oscilações nos preços dos produtos em algumas lojas. Alguns itens como a TV Led 32" e o aparelho celular Samsung J7 ficaram mais baratos no dia da ação, demonstrando que a pesquisa de preços e acompanhamento de mercado é a melhor saída para quem quer economizar.

A diretora-presidente do Procon-ES, Denize Izaita Pinto, disse que os consumidores possuem uma expectativa muito grande em relação à Black Friday, mas é preciso estar atento. “Antes da compra, os consumidores devem estar vigilantes sobre os valores porque nem sempre uma oferta anunciada como promoção, apresenta de fato a redução no preço. A maquiagem se refere ao aumento prévio dos preços dos produtos no período que antecede o dia do evento e a apresentação de falsos descontos no próprio dia”, alertou.

Confira o monitoramento de preços realizados pelo Procon-ES:

- Celular Iphone 7

- Celular Smart Samsung J7

- Celular Smart Moto G5 Plus

- Notebook Dell Inspirion

- TV Led 32" Philco

- Microondas Consul

- Lavadora Brastemp 11kg

Dicas para comprar com segurança

- Uma fraude muito comum no universo de quem é adepto das compras virtuais está relacionada à clonagem de sites, idêntica a das lojas oficiais. Os fraudadores capturam os dados do cartão de crédito, números dos documentos e senhas do consumidor no momento em que pensa estar realizando a sua compra. Uma dica é pesquisar as lojas credenciadas no site www.blackfriday.com.br e observar o nome e endereço do site, no link que aparece na barra do navegador, que pode ser parecido, mas não é igual ao da loja oficial. Desconfie de boleto bancário como única forma de pagamento para evitar as ciladas virtuais.

- O consumidor que vai participar pela primeira vez da Black Friday precisa saber que nem todos os produtos à venda nos sites credenciados participam da promoção. Sendo assim, é preciso que os produtos com desconto estejam destacados e claramente identificados por meio do selo “Black Friday”.

- Algumas lojas se apropriam do evento para promover descontos e alavancar as vendas. Por essa razão, para comprar com segurança, busque referências sobre o site. Pesquise se existem muitas reclamações sobre a empresa nos órgãos de defesa do consumidor e/ou em sites de reclamações na internet;

- Instale no seu computador pessoal programas de antivírus e o firewall (sistema que impede a transmissão e/ou recepção de acessos nocivos ou não autorizados) e os mantenha atualizados;

- Não faça as transações em computadores de uso público, garantindo a segurança dos seus dados pessoais e do cartão de crédito;

- Antes da compra, observe os procedimentos e recursos adotados para garantir a segurança da transação. A política de privacidade adotada pelo fornecedor deve ser clara e explícita, assegurando que os dados pessoais e de consumo não sejam divulgados sem o consentimento expresso do consumidor;

- Procure no site a identificação da loja (razão social, CNPJ, endereço, e-mail e telefone fixo). Caso ocorra algum problema, localizar a empresa será fundamental para a solução. Se o fornecedor não possuir essas informações, escolha outro e denuncie, pois a disponibilização dessas informações é obrigatória;

- Desconfie dos sites que possuem como única forma de pagamento o depósito em conta corrente ou boleto bancário;

- Procure informações sobre características, preços, valores de fretes, despesas adicionais, prazo de entrega ou execução, condições e formas de pagamento, antes de se decidir pela compra. Essas informações devem constar obrigatoriamente na página;

- Os sites devem deixar claros os meios adequados para que o consumidor exerça o direito de "arrependimento de compra", que é o cancelamento no prazo de até sete dias;

- Ao confirmar a contratação, imprima ou guarde sob a forma eletrônica todos os documentos que atestem a relação comercial, como número da compra, confirmação do pedido, comprovante de pagamento, contrato ou anúncios;

- Exija a nota/cupom fiscal da mercadoria e guarde;

- A qualquer sinal de irregularidade, entre em contato com o fornecedor para registrar a ocorrência e tentar resolver o problema. Guarde os números de protocolo e os e-mails trocados com o fornecedor como garantia.