• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Espírito Santo registra mais de 7 mil raios durante temporal

  • COMPARTILHE
Geral

Espírito Santo registra mais de 7 mil raios durante temporal

O temporal atingiu o Estado na noite dessa segunda-feira. Somente Vitória registrou 100 descargas elétricas durante a tempestade

Iures Wagmaker

Redação Folha Vitória
Descarga elétrica registrada no município de Vila Velha | Foto: Bruno Miceli

O temporal que aconteceu na noite dessa segunda-feira (05) em várias regiões do Espírito Santo assustou os capixabas, principalmente, devido a quantidade de raios que puderam ser observados em diversas localidades do Estado.

De acordo com o Grupo de Eletricidade Atmosférica (ELAT), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), em todo o território capixaba foram registrados um total de 7.680 descargas elétricas. Deste número, 3.900 raios foram do tipo nuvem-solo e os demais aconteceram entre as nuvens.

A maior incidência das descargas aconteceu entre 19h e 23 horas. Para o órgão, o número de descargas totais é considerado muito alto para o Estado, levando em consideração que foram registrados em um período inferior a 24 horas. Somente em Vitória, capital capixaba, 100 raios foram contabilizados.

Leia também: Vem mais tempestade de raios por aí! Confira 10 mitos e verdades e prepare-se

Descargas nuvem-solo

As descargas nuvem solo, como próprio nome diz, têm sua origem na nuvem e seu caminho final no solo. São as mais comuns em nosso cotidiano e por esta razão as mais estudadas. Este tipo de descarga pode ser subdividido em duas modalidades dependentes da sua polaridade, os negativos e os positivos.

As descargas nuvem solo negativas equivalem a cerca de 90% das emissões de raios desta natureza, estes se originam no interior das nuvens que são carregadas negativamente e são descarregadas no solo.

As descargas nuvem solo positivas são mais raras mais não improváveis, ela se da normalmente no tipo de nuvens chamadas de cúmulo-nimbo, que são nuvens de formato achatados e planos. Apesar de serem raras as descargas positivas se caracterizam por serem mais destrutivas do que as negativas podendo o pico de corrente chagar a marca dos 200kA enquanto que em descargas negativas a corrente de descarga inicial e tipicamente de 30kA.