• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Polícia Federal instaura inquérito para apurar vazamento em estação da Vale

  • COMPARTILHE
Geral

Polícia Federal instaura inquérito para apurar vazamento em estação da Vale

Segundo a PF, inquérito foi instaurado no sábado, logo depois do início do vazamento, assim como a coleta de material para análise

Polícia Civil vai investigar vazamento de resíduos da estação da Vale

A Polícia Federal instaurou inquérito para apurar as circunstâncias do vazamento de resíduos da Estação de Tratamento da Vale, próxima ao terminal de Praia Mole, em Vitória, ocorrido na última sexta-feira (01). Segundo a PF, o inquérito foi instaurado no último sábado (02), logo depois do início do vazamento, assim como a coleta de material para análise.

Na última segunda-feira (04), o Ministério Público Federal no Espírito Santo (MPF/ES) requisitou a instauração de inquérito policial para apuração dos fatos. Segundo o órgão, o ocorrido pode caracterizar crime ambiental. A Polícia Federal, no entanto, informou que a instauração do inquérito foi um ato de ofício, ou seja, ocorreu sem a provocação de qualquer outro órgão.

A Vale informou, por nota, que realizou análises físico-químicas do material periodicamente desde a intensificação da chuva, na última sexta-feira (1º), e todas as amostras estão dentro dos parâmetros técnicos definidos no licenciamento. 

A empresa reforçou também que adotou todos os procedimentos de controle previstos e que todos os equipamentos do sistema de drenagem estão funcionando normalmente.

A empresa aguarda o recebimento da notificação para prestar esclarecimentos adicionais ao Ministério Público Federal (MPF) e quaisquer outras autoridades.

O caso

Após o vazamento de minério de ferro da Vale atingir a Praia Mole, equipes foram enviadas ao local, no sábado, para continuar a coleta de amostras. O material já foi enviado ao laboratório para análise, porém, o resultado pode demorar até 15 dias para ser liberado.

A diretora-presidente do Iema, Andreia Carvalho e técnicos do Instituto estiveram no ponto de lançamento de efluentes, na empresa. Também foi informado que, até o momento, os técnicos trabalham com a possibilidade de que uma falha na dimensão da estrutura teria ocasionado o vazamento.

Leia também:

>> Rejeitos da Vale continuam sendo despejados no mar. Veja o vídeo!

O Iema emitiu um auto de intimação, no qual é exigido um monitoramento completo para avaliação do impacto e a composição desse efluente.