• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Pastor tem prisão decretada após 3ª perícia na casa onde irmãos morreram carbonizados

  • COMPARTILHE
Polícia

Pastor tem prisão decretada após 3ª perícia na casa onde irmãos morreram carbonizados

O juiz expediu uma liminar com base no resultado dos exames realizados na última sexta-feira (27)

Thaiz Blunck

Redação Folha Vitória

O pastor George Alves, pai do menino Joaquim, de 3 anos, e padrasto de Kauã, de 6, mortos carbonizados durante um incêndio dentro de casa em Linhares, foi detido no início da manhã deste sábado (28). 

De acordo com informações passadas por um investigador da Superintendência da Polícia Regional Norte (SPRN), o juiz expediu uma liminar com base no resultado dos exames de perícia e o pastor foi encaminhado para a 16ª Delegacia Regional de Linhares. 

De acordo com informações do site Norte Notícia, na última perícia, realizada na sexta-feira (27), os peritos utilizaram um produto chamado “luminol”, que permite encontrar manchas invisíveis a olho nu. O recurso detecta marcas de sangue e outros vestígios, mesmo depois do incêndio e de o local ter sido limpo.

Depoimentos
A Polícia Civil também ouviu quatro testemunhas sobre o caso. Entre os ouvidos estão duas mulheres que moram na casa, mas não estariam no momento do incêndio. Também foram ouvidas duas pessoas que teriam ajudado o pastor George Alves, pai de Joaquim e padastro de Kauã.

George prestou depoimento na última quinta-feira (26) durante quatro horas. Ele também fez exames no Departamento Médico Legal (DML) de Linhares para comprovar que queimou as mãos na tentativa de socorrer as crianças.

O médico perito que examinou o pastor teria encontrado pequenas bolhas nas mãos e nos pés do pastor. No entanto, o resultado oficial do exame feito no DML ainda não foi divulgado.